0
COMPARTILHAMENTO
Pinterest Google+

Tiradentes está localizada a 194 km de Belo Horizonte e é um dos principais destinos para quem vai percorrer as cidades históricas de Minas Gerais. Aos pés da Serra de São José, a cidade foi fundada no século 18 por paulistas que vieram à procura de ouro. Batizada como Arraial da Ponta do Morro de Santo Antônio, somente em 1860 se tornou uma cidade. Após a proclamação da República em 1889, passou a se chamar Tiradentes em homenagem a Joaquim da SIlva Xavier, mártir da inconfidência mineira.

A cidade recebe turistas durante todo ano, mas mesmo assim, não perde o charme e a tranquilidade do interior mineiro. Caminhar é a melhor maneira de conhecer Tiradentes. As ruas de pedra e as construções coloniais — muito bem preservadas — contam a história de Minas Gerais e, do Brasil. Tudo em Tiradentes respira história. Um retrato autêntico do Brasil Colônia que se mantêm preservado há mais de 300 anos. Tombada em 1938, como Patrimônio Histórico pelo IPHAN — Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, além do conjunto arquitetônico, também é preservado o patrimônio paisagístico.

tiradentes-mg

tiradentes-mg-10

tiradentes-mg-7

tiradentes-mg-12

tiradentes-mg-9

Assim como a história do Brasil passa por Tiradentes, as charretes também… Elas estão espalhadas por vários pontos das cidades e levam turistas para conhecer os principais atrativos turísticos.

tiradentes-mg-4

Um dos cartões postais de Tiradentes é a exuberante Matriz de Santo Antônio que começou a ser construída no século 18. É a igreja barroca mais importante de Minas Gerais e a segunda mais rica em ouro do Brasil. Foi nela que, no século 19, o artista Aleijadinho realizou um dos seus últimos trabalhos que pode ser visto acima da porta principal de entrada da igreja. No interior, a quantidade de ouro é impressionante! Os altares — seis nas laterais e um central —, as imagens e os adornos na decoração, somam mais de meia tonelada de ouro. Na parte externa, o relógio solar data de 1785 e foi colocado para que os fiéis soubessem exatamente o horário da missa.

tiradentes-mg-3
Relógio solar
tiradentes-mg-5
Matriz de Santo Antônio

Ao caminhar, repare que as pequenas capelas espalhadas pela cidade, construídas em 1807, são chamadas de Passo e cada uma representa diferentes cenas dos últimos momentos da vida de Cristo caminhando no Calvário. Elas são abertas somente na Quaresma para a procissão das Dores e Passos. Por sorte, estive lá na época da Quaresma e todas estavam abertas.

tiradentes-mg-1
As pequenas capelas ficam fechadas durante todo o ano e só abrem em feriados santos específicos.

Outra atração da cidade é a charmosa Maria Fumaça que faz o trecho turístico de Tiradentes-São João del-Rei. Inaugurada por Dom Pedro II, em 1881, é a mais antiga locomotiva em movimento do mundo. O passeio dura 40 minutos, por um trecho de 14 km. As saídas são às sexta-feiras, finais de semana e feriados, das 13h às 17h. Por sua importância histórica, vale a pena fazer o passeio, no entanto, não crie grandes expectativas com a paisagem. Devido ao crescimento urbano entre as duas cidades, a natureza de outrora sofreu muitos impactos ambientais. Pessoalmente achei um pouco entediante, mas se tiver tempo sobrando, não deixe de ir e tirar suas próprias conclusões do passeio. Quando chegar a São João del-Rei, recomendo aproveitar a cidade e retornar a Tiradentes de ônibus ou táxi.

tiradentes-mg-11

Onde comer 

Recomendo dois restaurantes: O primeiro é o Empório Santo Antônio, bastante conhecido na cidade. O atendimento foi impecável e ainda fomos recebidos com uma mesa de doces mineiros. O ambiente é muito acolhedor e parece que estamos comendo na sala de velhos amigos. O segundo é o requintado Santíssima Gula, perfeito para momentos especiais, sobretudo, jantares românticos. O restaurante oferece um menu com entrada, prato principal e sobremesa. O diferencial é a seleta opção de pratos com misturas culinárias e temperos inimagináveis. Apesar do preço ser um pouco mais alto, vale a pena experimentar.

Onde hospedar

Confira nossa dica de hospedagem na Pousada Pequena Tiradentes

Banner-blogueiros-blogueiros-na-ER

*O projeto Blogueiros na Estrada Real foi uma realização do Instituto Estrada Real, com organização do blog Dentro do Mochilão e o apoio da Bancorbrás. Outros seis blogueiros também participaram, são eles: Pé na EstradaViajando com ElesSegredos de Viagem,  Trilhas e AventurasTerritórios e Viagens Cinematográficas. Para acessar todo conteúdo nas redes sociais, utilize #BlogueirosnaER. 
Post anterior

O que fazer em Guayaquil, a maior cidade do Equador

Próximo post

Hospedagem em Tiradentes: Pousada Pequena Tiradentes

9 Comentários

  1. 21/02/2016 at 15:09 — Responder

    Linda cidade bons restaurantes amei o café Marcas Mineiras em Tiradentes MH

    • 24/02/2016 at 10:20 — Responder

      Olá Carmo, não me canso de visitar Tiradentes. Que cidade linda!

  2. 15/12/2014 at 16:30 — Responder

    A cidade é lindaaaaa!!! Conheci correndo em um feriado e depois tive que voltar por uma semana para a região de Ouro Preto e Tiradentes… http://taindopraonde.blogspot.com.br/search/label/Tiradentes

  3. 08/12/2014 at 13:03 — Responder

    Valeu pela dica, estando em Tiradentes procurando um bom café achei o Marcas Mineiras o espaço é lindo e tem um café maravilhoso, ao lado tem uma lojinha também que é um charme. Obrigado

    • 08/12/2014 at 17:11 — Responder

      Aaaa os cafés mineiros… os melhores. <3 Grata pela dica!
      Grande abraço,

  4. 15/11/2014 at 11:40 — Responder

    Minha sensação com a Maria Fumaça foi a mesma que você teve. Veja meu post também sobre a cidade^^ Abs

    • 28/11/2014 at 22:34 — Responder

      Pois é Sabrina, acho que esse nosso sentimento é compartilhado entre muitos que fazem esse passeio. Vou ver seu post. 😉
      Beijoss

  5. 11/11/2014 at 15:26 — Responder

    Minha cidade preferida de Minas Gerais, tudo tão bonito e preservado.

    Não poderia haver um nome melhor para o Santíssima Gula kkkk, perfeito!!

    Bjs

    • 13/11/2014 at 20:14 — Responder

      Sou apaixonada por Tiradentes e seus casarões preservados!!!
      Beijo

Responder para

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *