0
COMPARTILHAMENTO
Pinterest Google+

Já tem um tempo que a foto do Mirante da Janela viralizou nas mídias sociais e até hoje o grande objetivo de muitos viajantes é conhecer um dos principais cartões postais da Chapada dos Veadeiros. De fato, é indiscutível, ali se tem uma das vistas mais fantásticas do Parque Nacional. Porém, o mirante não fica dentro do parque. Do mirante é possível ver a grandiosidade dos Saltos do Rio Preto de 120 e 80 metros, e a vegetação forma um tapete verde que se perde na imensidão.

Foto tirada em maio (final da época de chuva)

A trilha tem aproximadamente 8 km (ida e volta), considerada nível moderado, com pequenos trechos de maior dificuldade para chegar até a Janela. Durante a época de seca a Cachoeira do Abismo também seca e a “única” recompensa da trilha será a vista espetacular do mirante. E já fica a dica: já que não vai rolar nem um banhozinho de cachoeira no caminho, leve muita água para se hidratar.

Mesmo se a Cachoeira do Abismo estiver com água, recomendo passar direto e aproveitá-la na volta. Dessa forma, você tem tempo de ficar no mirante com calma e aproveitar a paisagem.

Saiba qual é a melhor época: Tudo sobre a Chapada dos Veadeiros

https://www.instagram.com/p/BXTohZDDb4v/?taken-by=raizesdomundo

Como chegar

No sentido do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros pegue a bifurcação à esquerda, indicado por uma placa “Abismo”. Haverá outra bifurcação para as antenas, siga reto, à direita. O carro chega até o estacionamento, conhecido também como “Aeroporto de Disco Voadores”. A partir daí é só seguir a trilha e em poucos metros chegará na portaria.

O acesso custa R$ 15 por pessoa, mas já ouvi relatos de pessoas que pagaram R$25 por estarem sem guia. Eu sempre fui sem guia e sempre paguei 15.

Com guia ou sem guia?

Todo o trajeto é marcado com setas brancas e apesar de parecer ser bem fácil chegar até o mirante, muitos não conseguem encontrar a Janela. Por frequentar a Chapada dos Veadeiros muitos anos já fui lá muitas vezes, em diferentes épocas do ano, e a primeira vez que fui na Janela também fiquei perdida na volta. Demoramos muito tempo para encontrar a trilha e voltamos para São Jorge nos últimos minutos antes de anoitecer. Mas era em outra época, mal tinha trilha, não tinha sinalização e nem precisava pagar.  Já na segunda vez fui com um guia para não ter riscos de me perder. Depois dessa voltei inúmeras vezes, sem guia, e praticamente guio meus amigos que vão pela primeira vez.

Para chegar nas famosas pedras que formam a moldura é necessário estar atento pois a trilha acaba do nada. A Janela fica abaixo de umas pedras maiores, então é necessário subir um pouco e você logo a verá um pouco abaixo.

Não se perca! A trilha é bem marcada. Caso comece a caminhar pelo cerrado mais fechado, volte e busque a trilha aberta.

  • Ao contratar um guia dê preferência para os nativos, assim você ajuda fomentar a economia local. Informações podem ser obtidas nos Centros de Atendimento ao Turista ou nas pousadas.

Foto no período de chuva com o volume de água da cachoeira bem maior.
Foto no período da seca.

 

https://www.instagram.com/p/BYLl29IDLGq/?taken-by=raizesdomundo

Post anterior

Tudo sobre a Chapada dos Veadeiros

Próximo post

Vivência fotográfica na Chapada dos Veadeiros: NUde-se!

No Comment

Responder para

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *