0
COMPARTILHAMENTO
Pinterest Google+

É fato que atualmente parte do lazer dentro de casa é em frente aos serviços de transmissão de séries e filmes, tal como o Netflix. A televisão aberta já não consegue acompanhar as novidades e passar programas interessantes.

E são nesses momentos de descanso, tarde da noite, após um longo dia de trabalho, que muitos pensamentos vêm à tona. Muitos deles sobre realização pessoal, sonhos e projetos futuros. Quem nunca?

Nessas horas, eventualmente, a gente escolhe um filme para assistir ou uma série da vez, para preencher nossas noites. E não raro, muitos desses conteúdos nos fazem “viajar” sem sair de casa. Filmes antigos, filmes novos, que nos levam à paisaens e destinos que só conhecemos pelas telas, e que entram na lista de desejos de viagem quase que de forma instantânea.

Perguntei a vários dos meus amigos que são viajantes assíduos quais os filmes mais inspiradores para viajar. É possível que você já tenha visto algum deles, mas vale a pena relembrar. Embarque nesta lista da sétima arte para quem ama viajar.

Filme: A Praia (2000) – Destino: Tailândia

O diretor Danny Boyle é um desses diretores diferentões que traz sempre a possibilidade da gente repensar a vida moderna. No filme “A Praia”, uma sociedade alternativa que vive de forma totalmente isolada, nas ilhas Phi Phi, na Tailândia, é levada a repensar seus valores éticos e morais, após uma série de eventos que ocorrrem com a chegada de três jovens visitantes. A cena quando o personagem Richard (Leonardo DiCaprio) vê pela primeira vez a praia paradisíaca é inesquecível! Desde então, as ilhas Phi Phi ficaram conheciddas mundialmente por suas águas, paisagens e natureza selvagem.

Filme: Comer, Rezar, Amar (2010) – Destinos: Itália, Índia, Bali 

Adaptado do livro de mesmo nome, esse filme conta a história da mulher Elisabeth (Julia Roberts). Após um divórcio e largar o trabalho, ela resolve colocar o pé no mundo para se redescobrir. Os destinos são mostrados um por um, com ênfase nas experiências boas e ruins, hilárias e emocionantes da personagem. Impossível não se inspirar, quem nunca quis largar tudo e viajar? Elisabeth desapega do seu antigo mundo material, engorda sem culpa com as pizzas italianas, aprende a meditar, se conecta com povos locais, com a natureza, com a sua espiritualidade, entre outras tantas coisas interessantes. Todo mundo vai curtir, nem que seja um pouco, das cores e da energia de “Comer, rezar, amar”.

Filme: Meia-Noite em Paris (2011) – Destino: Paris, França

Um filme de fantasia que irá te transportar até a Paris de hoje e a Paris dos anos 20, com todo seu charme cultural, boêmio, arquitetônico e artístico. A trama do diretor Woody Allen acerta em cheio o imaginário coletivo sobre o que foi a “era de ouro” ou “Belle Époque” parisiense. Nela, o escritor personagem principal viaja no tempo, por cabarés, ruas e festinhas exclusivas da burguesia, encontrando com artistas do passado, escritores, pintores e músicos.

Filme: O Fabuloso Destino de Amélie Poulan (2001) – Destino: Paris, França  

Mais um filme emblemático que tem Paris como cenário e que entrou no imaginário até daqueles menos sensíveis para filmes de amor. O filme “Amélie Poulain” é tão bom que a partir dele surgiram roteiros e experiências inspiradas nele. Você, sem dúvida, vai desejar conhecer o bairro Montmartre, o Café Deux Moulins, o terminal Gare d l´Este, entre outros pontos turísticos. Ótimo filme que nos inspira a explorar os lugares de forma criativa e lúdica.

Filme: Encontros e Desencontros (2003) – Destino: Tóquio, Japão  

Apesar do tom melancólico nesse filme, o destino (Tóquio) é quase que personagem principal. No destino, dois completos estranhos companhia um ao outro, em viagem de trabalho, onde sabem pouco ou nada da cultura japonesa, muito menos falar o idioma. A diretora Sofia Coppola consegue nos telestransportar para uma Tóquio moderna, efervescente, solitária, bonita, rica e pobre, tudo ao mesmo tempo. Desde os altos prédios até as belas árvores floridas, Tóquio vai te deixar de queixo caído no filme Encontros e Desencontros. 

Sob o Sol da Toscana (2003) – Destino: Toscana, Itália

As inscríveis paisagens da Toscana, na Itália, são o forte desse filme, preferido entre dez e dez mulheres. Conta a história da Frances, após separação, que resolve se mudar e ter uma casa na região. O filme mostra a sua adaptação à nova cultura, passeando pelas comidas, festas locais, arquitetura, paisagens, pessoas, e muito mais.

Austrália (2008)     – Destino: Austrália

Esse super longa-metragem de quase 3 horas é capaz de te deixar louco para conhecer a Austrália ou com muito pavor de ir pra lá, mas sem dúvida as paisagens vão te estimular de alguma maneira. Natureza selvagem, calor de deserto, vida no campo, entre outras coisas são mostradas no filme. Dispenso aqui os detalhes sobre a guerra retratada e olho mais para o fato que o destino é muito interessante para os viajantes que gostam de aventura.

São muitos filmes que inspiram uma próxima viagem, a lista é muito maior que essa, é óbvio. Deixo aqui outras menções, tais como, os parques do Canadá onde foram filmadas as cenas da saga “Crepúsculo”, a natureza, a fauna e a flora brasileira retratadas no desenho “Rio”, a Roma do filme “Gladiador” e “La Dolce Vita”, a Escócia em “Coração Valente”, a América do Sul em “Diários de Motocicleta”, a Amsterdã em “A Culpa é das Estrelas”, a Irlanda em “P.S. Eu te Amo”, o Tibet em “Sete Anos no Tibet”, a Nova York em “O Lobo de Wall Street”, “Mensagem para Você”, “O Diabo Veste Prada”, “Sex and the City”, “NY Eu Te Amo”, entre outros. E você, tem algum filme que te levou, literalmente, a fazer as malas? Comente!

Post anterior

Ninguém é melhor que você porque viaja o mundo

Próximo post

Hospedagem em Maragogi: Pousada Barra Velha

No Comment

Responder para

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *