0
COMPARTILHAMENTO
Pinterest Google+

É, eu sei. Você está lendo isso em um site cheio de dicas, informações e fotos de lugares maravilhosos, muitos dos quais você conhece, no máximo, por Google Street View. Parece uma baita hipocrisia, né? Mas isso aqui é um lembrete no meio de todos esses cartões postais. Isso não é um problema. Principalmente porque às vezes, simplesmente não dá pra gastar tempo, dinheiro ou disposição com malas, passagens e um lugar mais longe do que aquele que faz parte da rotina do dia a dia.

Nesse mundão louco de redes sociais, em que as pessoas tentam vender sonhos e estilos de vida por meio de fotos de Instagram, fica fácil se esquecer disso. Viajar fica com cara de item na lista de obrigações. É como se rolasse uma imposição para ser feliz, salpicada com filtro Lo-Fi. Mas essa não é a realidade.

Viajar é privilégio. Fazer intercâmbio financiado pelo governo ou conseguir juntar dinheiro para gastar só consigo é privilégio. Não ter que sustentar família, pagar conta acumulada ou deixar todo o salário no supermercado e no aluguel é privilégio. Pode ser uma viagem de um ano pela Europa ou um fim de semana na praia: não precisar bater cartão em um emprego que vai te pagar apenas o suficiente pra viver — e olhe lá — é privilégio. Dos grandes.

Compartilhar esse tipo de conteúdo exige responsabilidade. E eu não estou querendo dizer que você jamais deve dividir os momentos da sua vida com outras pessoas, até porque, toda vez que eu viajo, gosto de fazer isso (e a vida só tem sentido quando dividimos momentos com as pessoas de quem gostamos, sejam eles de forma presencial ou virtual). Mas há uma diferença entre dividir bons momentos e torná-los sinônimo da mais pura felicidade e plenitude. Cada vez que um viajante faz isso, ele está dando um tapa na cara de quem não pode e talvez nunca poderia viver aquela realidade. Que, não custa reiterar, é extremamente privilegiada.

É importante entender que todos nós, viajando ou não, estamos procurando sentido para a nossa vida, todos os dias. É claro que viajar potencializa isso: te coloca dentro de outras realidades às quais você tem que se adaptar, te empodera, te faz descobrir forças que você não necessariamente sabia que tinha. Mas a procura por sentido também acontece em todos os momentos da vida: em criar um filho, em descobrir como cozinhar um prato novo, em aprender a andar de bicicleta, em ler um livro que ensina uma lição que você vai carregar para o resto da vida. O sentido também está em outras coisas. Em toda parte. E você não precisa se sentir mal por não ir atrás dele dentro do próximo avião.

Viajar é enriquecedor. Mas o dia a dia também é. Basta começar a enxergar o mundo com curiosidade e generosidade.

Leia também: Não se sinta mal por não estar viajando

Post anterior

Nômade digital: dicas para ter trabalho remoto e viajar pelo mundo

Próximo post

Filmes para inspirar a sua próxima viagem

1 Comment

  1. Alguem
    08/02/2017 at 18:07 — Responder

    otimo texto uma boa critica com conteudo, uma lufada de realidade no rosto daquelas pessoas que só viajam para poder mostrar aos outros que viajaram. Namorei uma pessoa que agia desta forma, estava o tempo todo se auto-promovendo nas redes sociais, sempre exibindo uma vida perfeita atraves das fotos, mas a realidade era outra, amarga, mal humorada, sempre carrancuda, sempre reclamando, resmungando, brigando e discutindo. O cumulo da imbecilidade foi uma vez em viagem pelo litoral do RJ, Costa Verde, demoravamos cerca de 2 horas pra chegar nas praias, ela reclamava o tempo todo do percurso,, quando chegava se posicionava com a paisagem atras, tirava uma serie de fotos, sorrindo, ao desligar a camera a carranca voltava, e apos as fotos queria ir embora… enfim gastavamos mais tempo no percurso do que nos locais, nao curtiamos a beleza dos locais, apenas as fotos. triste muito triste a vida da pessoa que vive dessa forma, e infelizmente nao é a unica, tentei ajudar, mas estava alem das minhas possibilidades

Responder para

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *