0
COMPARTILHAMENTO
Pinterest Google+

parque-machia-trabalho-voluntario

A Comunidad Inti Wara Yassi é uma organização formada por profissionais e voluntários de diversas partes do mundo. Desde 1992 atua na região resgatando e reabilitando animais silvestres, de diferentes espécies, que sofreram maus tratos ou foram abandonados em estado crítico. Grande parte dos animais são reabilitados e voltam para selva, outros viverão sempre sob cuidados. A CIWY atua em três diferentes parques naturais na Bolívia: Parque Machia, em Cochabamba, tem melhor estrutura para receber os voluntários pois dispõe de diferentes tipos de alojamentos com eletricidade, chuveiro com água quente e cozinha comunitária. Esse parque atende 30 espécies de animais, sendo cinco delas ameaçados de extinção. O parque Ari Ambue, em Santa Cruz, são assistidos 20 espécie de animais. E, o parque Cuisi Jacj, em La Paz, é o mais novo deles com apenas 5 felinos (pumas e onças). Nesse, o voluntário precisa permanecer no mínimo 30 dias.

voluntariado-bolivia-machia-33

O trabalho como voluntário no CIWY é repetitivo, em tempo integral e as folgas são a cada duas semanas de permanência. Ou seja, se for voluntário por 15 dias irá trabalhar sem folga. A ajuda dos voluntários é de extrema importância e os mesmos assumem responsabilidades que devem ser cumpridas com muita disciplina. O trabalho não é fácil e nem todos estão aptos a realizar. Para ser voluntário é necessário, mais que tudo, gostar de animais, ter tempo disponível e muita entrega. O horário de trabalho começa às 7h30 e termina entre 16h30 e 19h, dependendo do animal. O voluntário tem direito a duas horas de folga durante o dia. Mas posso te garantir que todo esforço é compensado com uma experiência única!

Desde o alojamento até a estrutura do parque, tudo é muito simples. Os parques só existem graças ao esforço diário dos funcionários e voluntários  Conversando com um veterinário ele desabafou que se não fossem os voluntários, principalmente pela parte financeira, seria impossível atender tantos animais. O que se vê no Parque Machia é a dedicação de pessoas apaixonadas pelo bem comum. Dentro de suas limitações, os parques oferecem aos animais — que chegam diariamente em estado crítico de saúde — melhor qualidade de vida. No post “Minha experiência como voluntária no Parque Machia” relato a rotina do meu trabalho como voluntária. E, posso afirmar que foi uma das oportunidades mais gratificastes e enriquecedora que pude participar como voluntária.

voluntariado-bolivia-machia-12

voluntariado-bolivia-machia-15

Requisitos

  • Maior de 18 anos
  • Noção de espanhol ou inglês
  • Vacina contra febre amarela
  • Ter paixão em ajudar animais
  • Ter compromisso de trabalho

Melhor época: CIWY conta com a ajuda de voluntários durante todo ano. As épocas com mais demanda de voluntários é de abril a agosto. E de maior necessidade de outubro a fevereiro.

Experiência: Qualquer um pode ser voluntário, não é necessário nenhum tipo de experiência. Tudo que precisa ter é vontade, amor por animais e disposição de tempo.

Permanência: O tempo mínimo de voluntariado são 14 dias, dependendo da área de trabalho. Se for trabalhar com felinos (tigres, onças e pumas) mínimo de 29 dias.

Tipos de trabalho: Exceto o Cuisi Jacj —  que só atende felinos —  o trabalho com um animal especifico vai depender da necessidade do centro de reabilitação. Não adianta ir na expectativa de atender apenas uma espécie. Os voluntários também são responsáveis em ajudar na manutenção e construção de jaulas, limpar o centro, preparar comida e lavar as mantas dos animais. Além disso, cada setor tem atividades únicas que devem ser executadas todos os dias.

Custos: Uma das formas de manutenção dos centros de reabilitação é uma taxa cobrada para os voluntários que inclui: alojamento, cozinha, banheiro com água quente e área comum. O valor mínimo varia em torno de R$500, para 14 dias. O dinheiro é usado para comprar alimentos e medicamentos para os animais.

Alimentação: Não inclui. A lanchonete do parque serve café da manhã e almoço — com opções vegetarianas. Nos alojamentos de cada unidade há cozinhas para uso comunitário dos voluntários. O consumo de bebidas alcoólicas é proibida dentro do parque.

voluntariado-bolivia-machia-22

voluntariado-bolivia-machia-17

voluntariado-bolivia-machia-14

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

voluntariado-bolivia-machia-8

voluntariado-bolivia-machia-7

voluntariado-bolivia-machia-6

voluntariado-bolivia-machia-01

Conheça os projetos da Comunidade Inti Wara Yassi → www.intiwarayassi.org

Seja voluntário e descubra uma nova maneira de viajar! 

Post anterior

Dicas sobre o Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros

Próximo post

Livro Eu Amo Viajar - 50 histórias de quem ama explorar o Brasil e o mundo

4 Comentários

  1. Daniela
    19/12/2016 at 20:53 — Responder

    Cris
    Pretendo viajar para o Peru ano que vem nas minhas ferias. Conhece agencias por lá, que pratiquem o turismo solidário? Tipo.. pensei em me hospedar na casa de nativos etc… se tiver algum referencia de agencia nesta modalidade.. por favor, me indique…

  2. steph
    19/08/2015 at 16:15 — Responder

    pena nao ter a grana para ir… a vontade mesmo, tenho sobrando rsrsrs
    adorei demais o site, gratidão por compartilhar tantas informações e por incentivar que todos desbravem seus medos e conheçam as riquezas desse mundo… gratidão!!! gratidão!!!!!!!!!!

Responder para

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *