Bocaina do Farias: novo atrativo na Chapada dos Veadeiros

0
1069

A Chapada dos Veadeiros é conhecida por três cidades principais: Alto Paraíso, Cavalcante e a vila de São Jorge. No entanto, o que muitos não sabem é o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros também está localizado dentro dos municípios de Teresina de Goiás, Nova Roma e São João d’Aliança.

São João d’Aliança

Essa pequena cidade que por muitos anos era apenas passagem para quem queria chegar em Alto ou São Jorge, aos poucos começa ser parada obrigatória para quem deseja conhecer a região. E o motivo? As belezas naturais que por muito tempo ficaram fechados para visitação. Ali encontra-se a Cachoeira do Label, a maior cachoeira do Goiás, com 120 metros de queda livre e a Bocaina do Farias, um cânion com um rio que corre por suas fendas.

Localizada a cerca de 160km de Brasília, pouco mais de 2 horas, São João d’Aliança é considerada o Portal da Chapada, pois é a primeira cidade que dá acesso a área que abrange o Parque.

Apesar de ser uma região com grande potencial turístico, a principal renda do local é o agronegócio (infelizmente) e o local oferece poucas estruturas para quem visita, com poucas opções de hospedagens e restaurantes. Mas por ali, existem muitas cachoeiras pois é berço de águas que se espalham pelo Brasil a região é banhada pelo Rio Capetinga, Rio Paranã e pelo Tocantinzinho, nascente do Tocantins.

Bocaina do Farias

Um dos locais mais bonitos dessa região é a Bocaina do Farias, localizado na Serra Geral do Paranã. Ao contrário de Chapadas como das Mesas e Diamantina, na Chapada dos Veadeiros existem poucos locais (de acesso para visitantes) de cânions. E aqui é um desses lugares incríveis que poderá conhecer, cercado de uma diversa biodiversidade da fauna e flora.

A parte mais bonita da trilha é pelo cânion, com uma trilha curtinha de 800 metros, ao lado de paredões com 50 metros de altura que compõe a paisagem do lugar. O percurso pelo  Rio Faria é lindíssimo, parece um cenário filme. No final, tem a opção de nadar 30 metros até a Cachoeira Toca da Andorinha. Mas já aviso logo que a água é fria e não dá pé, por isso é necessário o uso de colete para atravessar esse trecho.

Bocaina em Tupi significa “garganta”, que é uma passagem estreita entre duas elevações de terreno.
COMO CHEGAR?

Bocaina do Farias está a 52.5 km (ida) a partir de São João d’Aliança, sendo que 26.5 km são de estrada de terra. Os últimos 2 km só é possível acessar com veículos 4×4, pois a estrada é bem ruim. Nesse trecho a agência oferece apoio de 4×4 para carros que não conseguem seguir a partir dali.

QUEM TE LEVA?

O cânion está em uma propriedade particular e a operadora loca quem tem acesso é a Raizeira Ecoturismo e Aventura. Não é permitido a entrada de guias que não sejam credenciados com a mesma.

COMO É A TRILHA?

Todo o percurso dura aproximadamente 6 km (ida e volta), com nível de dificuldade moderado a difícil, dependendo do seu condicionamento físico.

É obrigatório o uso de equipamentos de segurança pois estará em uma área de cânion onde pode ocorrer deslizamento de pequenas pedras.

  • É obrigatório uso de calçados fechados em todo o trajeto da trilha, inclusive na parte com água, dentro do cânion.
O MAIS VOCÊ VAI VER POR LÁ?
Além da Bocaina do Farias a trilha também inclui visitas no Poço das Pedreiras, na Cachoeira do Açaí, que tem um banho delicioso!

QUANTO CUSTA? O QUE ESTÁ INCLUSO?

O pacote inclui seguro, 2 guias por grupo, taxa de acesso, equipamentos de segurança (capacete, lanterna e colete salva-vidas) para a atividade. O e apoio de 4×4 no trecho final de 2 km.

SEM TRASLADO COM TRASLADO 4X4 SAINDO DE SÃO JOÃO D’ ALIANÇA
R$ 120,00 + R$ 80,00 (mínimo 3 pessoas)

Uma dica, para quem não quiser pernoitar em São João da Aliança é marcar o passeio cedo que até umas 17h você finaliza a atividade e já segue para Alto Paraíso.

QUANDO IR?

A regra para a Chapada é sempre a mesma, a melhor época é durante a seca, de maio a setembro. Inclusive, vários atrativos na Chapada, incluindo os cânions, só estão abertos para visitação na época de seca devido o risco de tromba d’água.

DICAS IMPORTANTES
  • Não existe nenhuma sinalização até lá, por isso não arisque indo sem guia. Uma das formas de manter o local preservado é o manejo feito pela agência. O atrativo se encontra em constante formatação para melhor atender os visitantes e minimizar os impactos ambientais já causados por acessos indevidos.
  • Leve água e algum lanche para a trilha, lembrando que é um passeio de quase 6 horas que não inclui alimentação.
  • Volte com todo o lixo, inclusive o orgânico.
  • Para fazer a reserva entre com contato com a Raizeira: (61) 9 9631-5151

 

QUER SABER MAIS SOBRE A CHAPADA DOS VEADEIROS?

TUDO SOBRE A TRAVESSIA SETE QUEDAS5 MOTIVOS PELOS QUAIS VOCÊ DEVERIA CONHECER A CHAPADATRILHAS DO PARQUE NACIONAL DA CHAPADA DOS VEADEIROSCOMO CHEGAR NA CHAPADA DOS VEADEIROS SEM CARROCONHEÇA O MIRANTE DA JANELA, O MAIS BONITO DA CHAPADAVILA DE SÃO JORGE, PORTA DE ENTRADA DO PARQUEENCONTRO DE CULTURAS TRADICIONAIS DA CHAPADAPÁGINA DE TRANSPORTE SOLIDÁRIO QUE FACILITA CARONAS CONHEÇA AS PRINCIPAIS CACHOEIRAS DA VILDA DE SÃO JORGECACHOEIRA DE SANTA BÁRBARA, EM CAVALCANTEALTO PARAÍSO E AS CACHOEIRAS MAIS PRÓXIMAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.