Cachoeira Santa Bárbara: água azul na Chapada dos Veadeiros

25
1461

Com cenários cinematográficos a Chapada dos Veadeiros tem paisagens de tirar o fôlego! A singular beleza da região é uma das formações geológicas mais antigas do planeta, com cânions, vales, veredas, cavernas e cachoeiras deslumbrantes! E por falar em cachoeiras… uma das mais bonitas do Brasil está ali no cerrado: a cachoeira Santa Bárbara.

Ao contrário do que muitos pensam a cachoeira Santa Bárbara não está localizada em Alto Paraíso e sim, no Quilombo Kalunga Engelho II, município de Cavalcante. De Cavalcante até o povoado são 22km de estrada de terra.


De Alto Paraíso até o Engenho II são 121 km, sendo 30 km de estrada de terra.


Cachoeira Santa Bárbara
Povoado do Engenho II: tudo muito simples, mas com muito amor

Cavalcante 

Cavalcante está localizado a 320km de Brasília e embora abrigue 70% do território do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, Cavalcante é bem menos conhecida que seus vizinhos Alto Paraíso e a Vila de São Jorge. No entanto, a região vem se consolidando cada vez mais como um dos destinos mais procurados da Chapada dos Veadeiros.

O município abriga mais de 100 cachoeiras catalogadas, a maioria acessível por trilhas, e também destaca-se por conservar e preservar o Patrimônio Cultural Kalunga. Um lugar singular, que merece ser visitado!

Engenho II

Outra informação equivocada é que a Cachoeira Santa Bárbara fica em Cavalcante. Não fica. Ela está localizada no município de Cavalcante, próxima do povoado do Engenho II, a 22 km da cidade. Já ouvi muitos relatos de viajantes que chegaram em Cavalcante, sem veículo próprio, que tiveram dificuldades de chegar nas cachoeiras do povoado, achando que era bem perto.

Cavalcante oferece estrutura como bancos, posto de saúde, posto de gasolina, restaurantes e opções de hospedagem. Mas se quiser ficar mais próximo das cachoeiras como Santa Bárbara, Capicara, Candarú e do Rio do Prata, a melhor opção é ficar no povoado do Engenho II. Lá, a estrutura é bem rústica e simples. No entanto, é uma oportunidade única de vivenciar e conhecer mais de perto a cultura quilombola, povos originários e resistentes no Brasil. Descendentes de escravos, preservam o legado de uma cultura ancestral que pode ser facilmente identificada por suas tradições.

No quilombo as hospedagens são apenas em camping e casas alugadas dos próprios nativos. Os restaurantes são todos familiares e a comida é feita no fogão à lenha, grande parte dos alimentos orgânicos, produzidos na região.

cachoeira-santa-barbara-11
“Atenção: meus amigos aqui é uma parada de ônibus”

Como chegar no Engenho II

Carro: A partir de Brasília são 322km de estrada asfaltada. Seguir em direção para Teresina de Goiás, pela GO-214. De Cavalcante são 22km de estrada de terra, na estrada em direção a Minaçu. Fique de olhe na bifurcação e entre pela direta para chegar em Engenho II. Vá com atenção pois não tem muitas placas indicativas.

Ônibus: Da rodoviária interestadual de Brasilia saem ônibus direto para Alto Paraíso, através da viação Real Expresso. De lá, saem ônibus para Cavalcante, mas é necessário ver a disponibilidade de horários pois eles mudam com frequência.

Como conhecer as cachoeiras

Para preservar os atrativos naturais é obrigatório o acompanhamento de um guia para fazer as visitações nas cachoeiras. Os guias podem ser contratos na hora, no CAT (Centro de Apoio de Turista) que abre às 8h, que já ficam esperando os turistas chegarem e saem por uma ordem já pré-definida de chegada. O preço médio do guia, para grupos de até 8 pessoas, é R$100.

    • Em agosto de 2019 foi implementado um novo sistema de compra de ingresso online. Agora você pode comprar o ingresso para conhecer Sta. Bárbara, Cachoeira Candaru e Capivara. Para comprar é só entrar nesse link e seguir o passo a passo → quilombokalunga.ecobooking.com.br.

      Por enquanto, o sistema está em fase de testes, mas a longo prazo a ideia é que funcione para mais 16 atrativos da região. Não sei direito como vai funcionar esse esquema de vendas pela internet, sobretudo, no caso de Sta. Bárbara que tem limite de visitação. Segundo informações dos guias kalungas, a proposta é que no futuro as reservas sejam feitas apenas pela internet.

    • Dê preferência por guias da própria comunidade, evite contratar um guia em Alto Paraíso. Contratando um guia kalunga você incentiva o turismo regional sustentável e ajuda a econômica local.
    • Durante a alta temporada e feriados têm fila para entrar na Cachoeira de Santa Bárbara. A cachoeira têm limite de 200 pessoas por dia, nos finais de semana e feriados. Nessa época, muitos não conseguem visitá-la pois os turistas que dormem em Cavalcante e até no mesmo no Engenho conseguem chegar primeiro. Para ter ideia, uma vez, saí de Alto Paraíso às 4 horas da manhã, cheguei no CAT às 7h e não tinha mais ingresso.
    • O tempo de visitação na Cachoeira Santa Bárbara é de 1 hora.

Respeite as regras locais e ajude a preservar esse santuário natural.


Ingresso

  • Santa Bárbara: R$20
  • Cachoeira Candaru: R$10
  • Cachoeira Capivara: R$10

Você pode visitar todas as cachoeiras no mesmo dia, mas o ideal, para não ficar corrido é conhecer duas e aproveitá-las com calma.

Como chegar até a Cachoeira Santa Bárbara

Após passar pelo CAT e contratar um guia, os visitantes sem veículo alto ou tracionado irão seguir com um pau de arara que cobra R$5 por trecho. Após o desembarque são cerca de 6 km de trilha leve até a primeira queda, que é a Cachoeira Santa Barbarinha.

Cachoeira Santa Bárbara

Antes de chegar na cachoeira principal, a primeira parada é na pequena queda chamada de Cachoeira Santa Barbarinha. Geralmente a parada ali dura 15 minutos e é mais para contemplação para evitar o assoreamento de matéria orgânica gerado pela quantidade de pessoas nadando no local.

cachoeira-santa-barbara-5

Apesar de ser famosa por sua tonalidade de cores: azul celeste ao verde esmeralda, as cores variam dependendo da época do ano. A melhor época para vê-la com cores fortes é na época da seca, de maio a setembro. Mas também não é regra! Estive lá em março, chovia, e olha a cor da água que encontrei:

santa-barbara-cavalcante
água durante a época de chuva
cachoeira-santa-barbara-2
O primeiro poço é a Cachoeira Santa Barbarinha

 


Se quiser ver o poço da cachoeira com sol é melhor ir pela manhã: entre às 9h e 14h.


Visitação durante o feriado e finais de semana

Em épocas de feriado e final de semana é bem difícil conseguir visitar Santa Bárbara. Para garantir o ingresso recomendo que ficar hospedado(a) no Engenho II ou Cavalcante. Além de poupar os quilômetros de deslocamento saindo de Alto Paraíso. Inclusive, essa tem sido a opção de muitos na época de alta temporada para garantir entrar.

As senhas para a visitação começam ser distribuídas às 7h e muitas das vezes acabam antes das 9h pelas, comprado por pessoas que chegam cedo e ficam na fila esperando para entrar. E sim, nessa época a cachoeira ficará lotada mesmo com limite de visitação! Se puder, escolha ir fora de feriados e finais de semana.

Alimentação: comida boa e orgânica

Todos os restaurantes da comunidade são familiares, dos próprios nativos. Antes de sair para a trilha o guia pergunta se o visitante quer deixar agendado o almoço. Assim, os restaurantes já se organizam com a quantidade de pessoas e você chega da trilha com comida fresca no fogão a lenha.  O valor é R$30 à vontade. E sério, a melhor comida!

 

Cachoeira da Capivara

A visitação da Cachoeira Santa Bárbara é feita com um combo de outra cachoeira: Cachoeira da Capivara ou Cachoeira Candaru. Sendo, a primeira mais visitada. Por muito tempo a Cachoeira do Candaru tinha uma trilha de difícil acesso, mas atualmente é mais fácil chegar com um carro de apoio.

No primeiro poço da Cachoeira da Capivara já se tem ideia do que lhe aguarda! A borda infinita para vale mostra a grandiosidade dos dois rios que se encontram logo abaixo. Esse poço é ótimo para nadar e a queda d’água proporciona a melhor massagem natural.

cachoeira-capivara cachoeira-capivara-chapada vista-cachoeira-capivara

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Cris Marques (@raizesdomundo) em

QUER SABER MAIS SOBRE A CHAPADA?

TUDO SOBRE A TRAVESSIA SETE QUEDAS5 MOTIVOS PELOS QUAIS VOCÊ DEVERIA CONHECER A CHAPADATRILHAS DO PARQUE NACIONAL DA CHAPADA DOS VEADEIROSCOMO CHEGAR NA CHAPADA DOS VEADEIROS SEM CARROCONHEÇA O MIRANTE DA JANELA, O MAIS BONITO DA CHAPADAVILA DE SÃO JORGE, PORTA DE ENTRADA DO PARQUEENCONTRO DE CULTURAS TRADICIONAIS DA CHAPADAPÁGINA DE TRANSPORTE SOLIDÁRIO QUE FACILITA CARONAS CONHEÇA AS PRINCIPAIS CACHOEIRAS DA VILDA DE SÃO JORGEALTO PARAÍSO E AS CACHOEIRAS MAIS PRÓXIMAS

25 COMENTÁRIOS

  1. Oi Cris, muito obrigada pelas dicas, estou tentando ir pra lá amanhã, já até falei com a Bel. Espero que dê certo. Parabéns ajudou muito. S2

  2. Poxa, que pena. Deixei já duas vezes um comentário com algumas dúvidas e ele só nao foi respondido como também foi deletado. Que pena. Mas belíssimo site. Seguirei acompanhando mesmo assim, Cris! Sucesso!

    • Olá Marília! Nenhum comentário foi deletado, eles estavam na moderação. Acontece é que eu divido a minha vida entre viajar e administrar sozinha o blog e todas as minhas mídias. Estou viajando 4 meses pela Patagônia Argentina e Chile, por isso estou demorando um pouco mais para responder, pois grande parte do meu tempo não tenho conexão. Se precisar de alguma resposta mais rápida pode falar comigo pelo insta -> @raizesdomundo. ❤

  3. Cris
    Amei as dicas de seu site. Deu ainda mais vontade de conhecer a tegiao. Se puder me dar uma luz no meu cronograma… pois teremos pouco tempo e queremos aproveitar da melhor maneira. Chegarei em uma sexta-feira por volta das 18h e irei embora na segunda, por volta das 14h (vôo 18h45). Para não perder o dia da chegada, pensei em visitar as águas termais.

    Nos dois dias completos, pensei em Santa Bárbara e Capivara , e o parque nacional. No último dia, já partindo, o vale da lua. E se der tempo, aceito dicas rss

    Dentro disso, qual seria o melhor cronograma de hospedagem? Aconselha algo diferente?

    Pensei em chegar, ir nas águas termais de noite e já ficar em São José. No dia seguinte, faço parque nacional da chapada. No final do dia, sigo para engenho e durmo lá para no dia seguinte ir para Santa Bárbara. De lá, volto para dormir em São Jorge para no dia ssguinte conhecer o vale da lua e seguir estrada para Brasília. Entre vale da lua e mirante da janela para o dia da partida, qual considera mãos bacana e viável pelo tempo?

    O que acha ?

    Ah! Estarei de carro. Troco todas as opções de estada e fico só em alto paraiso?
    E última dúvida: você trocaria o parque nacional pela catarata dos couros ?

    • Olá Marília! Que pena não ter conseguido responder suas dúvidas no tempo, estava viajando e fiquei muito tempo off. Espero que sua viagem tenha sido linda, a Chapada dos Veadeiros é um lugar incrível!

      Ps.: Não trocaria o parque por Couros, tentaria ir nos dois. hehe

  4. Cris, tudo bem? Parabéns, lindo passeio e lógico, seu blog.
    Somos em 03 viajantes de moto, e nossas motos são big-trails (Vstrom650, Triunph1200 e NC700), e consequentemente não preparadas para alguns terrenos devido ao peso. Você consegue nos dar algum parecer sobre esse passeio, até onde conseguiremos chegar de moto? Se é viável ou não ir de moto?
    Grato
    Rubens

    • Olá Rubens,
      eu não conheço nada de moto para te auxiliar nesse sentido. Mas se te ajuda, quando fui para o Engenho II pela primeira vez fui em uma Lander e foi de boa. A estrada é de terra e em épocas de chuva fica bem ruim, seria legal você dar uma olhada com alguém que entenda melhor. Boa sorte!♥

    • Olá Rubens, lá as big não se darão bem, vi muita cross por lá e as 125, rsrs. Mas dá para conhecer outros locais com elas, por exemplo a Catarata dos Couros, estrada de terra em melhores condições.

  5. Adorei seu post estou pensando em ir agora em janeiro será que terei sorte de encontrar a cachoeira Santa Bárbara como nas suas fotos, pois alguns amigos disseram que agora não é uma boa época pra ir visitar lá

    • Olá Bruna, não sei te falar como vai encontrar a cachoeira e como falei no post os melhores meses são entre maio e setembro, na época de seca. No entanto você pode se surpreender e encontrar a cachoeira como nós encontramos (e ainda estava chovendo!)

  6. Olá,voce disse que de Cavalcante a comunidade é 22km de estrada de chão,sabe me dizer como é essa estrada?vou de veículo próprio mas estou com medo de ser uma estrada muito ruim e estragar meu carro…bjs

    • Oi Bruna, não sei te falar como está a condição da estrada porque estrada de terra é muito vulnerável às mudanças climáticas. De modo geral não é uma estrada ruim, mas já fui em época de chuva que alguns carros não conseguiram chegar até lá.

  7. Olá, tudo bem.
    Vou me hospedar em Alto Paraíso e gostaria de saber se é fácil o acesso para Cavalcante sem carro. Há ônibus por lá?

    Obrigada

    • Olá Carol, sem carro é um pouco mais complicado. Não tem ônibus direto para Cavalcante e o horário é super específico, o ideal é pegar uma carona ou ir de carro.

      Beijos e boa viagem!

  8. Cris, quero ir para a chapada final do mês mas estou muito indeciso. A minha grana ta bem curta, vou sozinho e estou preocupado porque vi que para visitar lugares como a cachoeira de santa barbara precisa de carro. Você tem alguma dica de hostel, camping e meio de transporte para aproveitar a chapada com pouca grana?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.