Curiosidades sobre a folha de coca, sagrada para os povos andinos

0
2956

A hoja de coca, como é conhecida (folha de coca), é uma planta originária dos Andes, cultivada há mais 5 mil anos. Ela é usada principalmente na Bolívia e no Peru pelos índios quíchuas e aimaras, que vivem em altitudes acima dos 4.000 metros.

Para os viajantes, mastigar um punhado de folhas de coca alivia os efeitos do mal de altitude. A forma correta de mastigar é tirar o talo, mascar levemente dando pequenas mordidas, colocar as folhas no canto da bochecha e ir sugando o líquido.

folha de coca copy

Mitologicamente a folha de coca é venerada como Mama Coca, filha de Pacha Mama, e sempre foi associada como oferenda dos deuses para o povo andino. No passado, os indígenas as transportavam em uma pequena bolsa, chamada de chuspa. A folha mastigada servia como amuleto e também como oferenda às divindades. Se cuspissem as folhas mastigadas na palma da mão, poderiam fazer uma leitura do futuro com a interpretação de suas formas. Ainda hoje, acreditam que ao oferecer folhas de coca a Inti, Deus do Sol, ele retribuirá com boa colheita e prosperidade.

A folha seca para mastigar é vendida em saquinhos e não é difícil de encontrar nos mercados locais.
Sacos (verdes) de folha de coca vendida em mercados locais.
Até hoje, as folhas são usadas como oferenda à Pacha Mama.
Até hoje as folhas são usadas como oferenda à Pacha Mama.

Quando os espanhóis chegaram, no século XV, tentaram proibir o uso medicinal e as oferendas com a folha, julgando-a como uma prática pagã. Mas ao perceberem o poder da planta como forte estimulante, os colonizaram passaram a aceitá-la.

Usada na medicina tradicional como chá, as folhas possuem grande quantidade de proteínas e vitaminas, que dão muita energia para o corpo. Suas propriedades medicinais são comprovados cientificamente e possuem ricos mineiras como: ferro, zinco, cálcio, fósforo e potássio. Assim como o café, a folha de coca é um estimulante mais suave.

Bola de folha de coca, mastigada por um mineiro em Potosí na Bolívia. As folhas também inibem a fome.
Bola de folha de coca, mastigada por um mineiro em Potosí na Bolívia. As folhas também inibem a fome.

Infelizmente a importância sagrada e medicinal da coca foi sucumbida quando os norte-americanos e europeus extraíram da planta o alcalóide (cocaína), que foi usado como base de produção da droga. O que levou a “quase” condenação da erradicação das plantações de coca na Bolívia e no Peru. Essa é uma questão delicada, longe de ser resolvida, discutida entre diversos governos atuais.

A produção da droga nada tem haver com o consumo tradicional da folha. Ninguém vai ficar “doidão” mastigando ou bebendo o chá mate de coca. A folha não têm efeitos da cocaína, para tal é necessário passar por processo químico. 

Preservar e respeitar essa tradição ancestral, cultivada até os dias de hoje, é um caminho para entendermos a identidade cultural dos povos andinos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.