O que vestir para fazer trilha no calor

0

Você está se preparando para fazer uma trilha no calor e, de repente, bate a dúvida: o que vestir? 

A resposta é: depende! É preciso analisar as características da trilha, a duração do percurso, se há água no caminho, se a temperatura costuma variar durante o dia, entre outros fatores.

Trilhas percorridas em dias ensolarados ou em regiões muito quentes exigem menos itens de vestimenta. As peças costumam ser mais leves e compactas. A mochila fica até mais fácil de carregar, mas também é preciso escolher muito bem o que estará dentro dela.

É que o calor faz aumentar o risco de insolação, desidratação, exaustão, queimadura e até picadas de insetos. Não deixe que nada disso estrague o prazer de estar em contato com a natureza, vivenciando experiências e desbravando caminhos. Por aqui você encontra um post completo com um checklist de itens essenciais que não podem faltar na sua mochila.

Foto: Ricardo Braz

O que vestir para fazer trilha no calor?

Você sabia que existem tecnologias desenvolvidas e pensadas para amantes de atividades outdoor como treeking, montanhismo, corrida, entre outras?

A Columbia Sportswear é nossa parceria e é uma marca que investe muito em tecnologia para oferecer peças e calçados com maior durabilidade, funcionalidade e segurança.

Por exemplo: a tecnologia OMNI-WICK faz com que a parte interna do tecido absorva o suor da pele e o espalhe pelo lado externo. Assim o suor evapora mais rápido e a parte interna do tecido fica mais seca. Já a OMNI-FREEZE ZERO é uma tecnologia de resfriamento ativado pela transpiração. Ou seja, você sua e o tecido esfria. A tecnologia SUN DEFLECTOR faz com que o tecido reflita os raios de sol. Além de proteger dos raios UVA e UVB, a reflexão diminui a sensação de calor. As peças OMNI-SHADE tem fator de proteção solar (FPS) em todos tecidos, protegendo você das emissões de raios UVA e UVB.

Foto: Ricardo Braz

Blusas e camisetas

Escolha tecidos mais leves, com fator de proteção UVA e UVB de secagem rápida. Dê preferência às cores mais claras, como branca ou bege, pois elas refletem os raios solares e ajudam a manter o corpo mais fresco. As camisetas de tecido dry fit ou com tecnologias omni-wicktm ou omni-freezetm zero são as mais indicadas. Além de secarem rapidinho, permitem que o suor evapore com facilidade e são muito leves.

Foto: Cícero Bezerra

As camisetas com proteção solar e tecnologia que auxiliam na dispersão e evaporação do suor são muito confortáveis e é uma ótima opção para fazer trilha no calor e com muito sol. Se você tem muita sensibilidade na pele ou não quer pegar muito sol nos braços, recomendo as opções de blusa com manga. Também são ótimas para evitar picadas de insetos.

Calças e bermudas

Como é a trilha? Se a caminhada for em área de vegetação mais fechada é melhor usar uma calça comprida, que vai ajudar a proteger a pele de atritos com galhos, por exemplo. As calças também podem oferecer uma proteção maior contra insetos.

Se a trilha for aberta, a bermuda é uma opção mais leve e fresca. Uma boa opção é a calça 2 em 1 que vem com um zíper e pode ser transformada em bermuda. Esse tipo de peça é ideal para vestir em trilhas com variação de temperatura. Esquentou demais? Tira a parte de baixo da calça, que vira uma bermuda.

Foto: Ricardo Braz

Casacos impermeáveis 

Mesmo em locais mais quentes, é aconselhável levar uma casaco de chuva para as trilhas. Eles são leves, impermeáveis, ocupa pouco espaço na mochila, e pode ser muito útil durante uma chuva inesperada ou aquela queda de temperatura no finalzinho do dia. Não viajo sem um casaco impermeável, principalmente para fazer trilha em lugares de calor e úmido, como a região Amazônica.

Foto: Ricardo Braz

Calçados

Ao fazer uma trilha costumamos ver pessoas com três tipos de calçados: botas de trilha, que são as mais robustas, geralmente impermeáveis. O tênis de trilha que são mais leves e nem apenas alguns são impermeáveis (também podem ser usados no dia-a-dia) e sandálias modelo papete. Independente do clima do lugar, sempre opto por calçados impermeáveis.

O calçado adequado deve ser definido durante o planejamento, antes da trilha. O percurso é acidentado ou mais plano? Há trechos na areia, no asfalto, será preciso atravessar por algum trecho com água?

Botas com canos mais altos ajudam a proteger de torções, insetos e incômodos como areia ou pedrinhas. Os tênis podem ser usados em caminhadas com vegetação mais aberta, em terrenos mais planos. Com as papetes, a proteção é menor, mas elas podem representar um alívio em alguns trechos da trilha ou em trilhas com trechos de areia e/ou água.

O que você dever levar em consideração ao escolher um bom calçado? Amortecimento, tração e impermeabilidade. Cada uma dessas funções será mais relevante de acordo com a trilha que irá fazer.

Assim como as roupas, a Columbia também investe em tecnologia para todos os calçados. Afinal, são seus pés que sustentam todo o seu corpo durante uma caminhada. Por exemplo, o sistema OMNI-GRIP é uma tecnologia de solado com tração desenhado para “agarrar” em qualquer tipo de superfície. Isso significa que tem um bom antiderrapante para que possa caminhar em segurança. O amortecimento TECHLITE é uma tecnologia exclusiva da Columbia, projetado especialmente para atividades ao ar livre. As entressolas de Techlite são ultraleves para um melhor conforto e absorção de impacto.

Dos que tenho mais usado para fazer trilha no calor, são esses:

modelo: feminino | masculino

modelo: feminino | masculino

modelo: feminino | masculino

Tem que amaciar os calçados novos? Não. Isso é mito. Se o calçado for de boa qualidade você pode usar tranquilamente já na primeira trilha. Na maioria das vezes o que vai dar bolha nos pés é o tipo de tecido ou costura do calçado, que nesse caso a qualidade conta e muito!

Infantil

Para os papais e mamães trilheiros, existem roupas e calçados para as crianças com muitas tecnologias, principalmente de proteção solar. Você pode conferir os modelos aqui.

Mochila

A vantagem de fazer trilha no calor é que dispensam casacos mais grossos e que ocupam espaço. Por isso, a mochila costuma ser menor e mais leve. As que têm recipiente para armazenar água são muito indicadas, pois o reservatório com canudo de sucção fará com que você se hidrate com mais frequência do que se tiver que pegar a garrafa na mochila.

Para trilhas de mais de um dia, em que é preciso acampar, pode ser necessário usar uma mochila cargueira, que são mochilas acima de 30 litros. As mochilas menores, abaixo de 30 litros, são chamadas de ataque e são ideais para caminhadas de um dia.

Se a mochila tiver capa de chuva embutida, melhor. Se estiver escolhendo uma para comprar, lembre-se de testar o tamanho em relação ao seu corpo e as cintas de ajuste. Quer saber como escolher a melhor mochila? Confira nesse post.

Foto: Ricardo Braz
  • Um item que gosto muito são as pochetes para deixar à mão itens como celular, câmera fotográfica, protetor solar, óculos, entre outros.

Boné ou chapéu

Fazer trilha embaixo do sol, sem proteger a cabeça, é pedir para chegar ao fim do dia com dores e uma possível insolação. Escolha um modelo que permita a entrada de ar. Se tiver abas em todos os lados, melhor ainda. O chapéu de palha não é apenas um acessório para embelezar as fotos. Por tem uma aba maior eles protegem bastante parte das costas, ombros e rosto. O ruim dele que não é tão prático de carregar, caso não esteja usando.

Proteção para o pescoço

Alguns chapéus já vêm uma proteção para pescoço, principalmente os do modelo australiano. Você também pode levar uma bandana ou uma gola com proteção solar para cobrir a região. Se tiver água pelo caminho, pode também molhar o tecido para refrescar.

Meias

É fundamental escolher o modelo certo, principalmente para trilhas mais longas. Escolha meias que caibam perfeitamente no pé, de preferência em lã (para dias mais frios) ou tecido sintético. Um par extra vai garantir que você não precise andar com pés úmidos, ajudando a evitar bolhas. Evite meias de algodão.

Outras dicas para trilha no calor

Evite horários de pico do sol: se for possível, faça a caminhada nos horários de sol mais ameno, antes das 11h. Quanto mais cedo sair, melhor.

Alimentos leves: reponha as energias com alimentos leves, de fácil digestão e alto valor energético. Frutas secas, frutas de casca dura, oleaginosas, barras de cereal podem ser levadas na mochila em trilhas de apenas um dia.

Conheça seus limites: seja honesto sobre seu nível de preparo físico, planeje bem as etapas da caminhada e escolha as que são adequadas e compatíveis. Aumente o nível aos poucos, de acordo com a experiência.

 

Destinos tropicais para fazer trilha no calor

Brasiliense, turismóloga, blogueira, mulher medicina, admiradora das brincadeiras populares e dos simbolismos étnicos. Sol e lua em sagitário, adora banana, cachoeiras, rios e mar. Não viaja sem seus óleos essenciais, não recusa um convite para dançar e acredita que o abraço cura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.