Faça você mesmo: repelente natural com cravo da índia

0
80

A natureza está cheia de remédios naturais e as plantas são super eficientes para repelir insetos. Você pode ter em casa plantas como a citronela, fazer uso de óleos essenciais ou repelentes naturais.

Todo repelente industrial possui uma substância sintética chamada de DEET, e, assim como óleo de canola e as comidas enlatadas só existe porque foi criado para servir às grandes guerras. São úteis? Sim, mas são a melhor opção? A matéria-prima de grande parte, ou quase tudo, do que é industrializado vem da natureza. Reflita! 

A desvantagem dos repelentes de mercado é a possibilidade de criar resistência entre os insetos e claro, o uso contínuo pode provocar dermatites à pele. Já existe repelentes naturais a venda em várias redes farmacêuticas, os de andiroba e urucum possuem em sua pesquisa um passado pátrio, porque sempre foram usados por vários povos indígenas também contra mosquitos, os famosos carapanãs. O cravo é base de muitos produtos da indústria farmacêutica e cosmética.  

O cravo como medicina natural tem sido utilizado há mais de 200 anos. Além de repelente, muitas culturas acreditam que o cravo tem poderes afrodisíacos e na medicina ayurvédica o óleo essencial também é usado como analgésico. O óleo essencial de cravo tem propriedades antissépticas, bactericida e fungicida. Muito útil também para micoses, eliminar verrugas e ajuda no tratamento de unhas encravadas. Também atua em aftas, dores dentárias, mau hálito, diária e gases. O cravo pode ser usado em banhos, chás, inalação, compressa, cremes, argilas e outros.

COMO FAZER:

O cravo da índia é um repelente bem abrangente, se feito em outras proporções e sem óleo vegetal (responsável por manter o repelente na pele ao invés de evaporar) também espanta formigas da cozinha. Possui eugenol em sua composição, forte antisséptico e bactericida que também afasta os mosquitos:

  • 5g de cravo-da-índia
  • 250ml de álcool de cereais ou álcool comum
  • 50 ml de óleo vegetal corporal

Em um frasco escuro (não transparente), coloque 5g de cravo-da-índia em 250 ml de álcool de cereais ou álcool 70. Durante quatro dias, mexa a mistura a cada 12 horas (pode ser uma chacoalhada pela manhã e uma chacoalhada pela noite). No quinto dia, coe os cravos com peneira ou voal e adicione 50 ml de óleo vegetal corporal (atenção para escolha do óleo, nem sempre são puros, eu gosto do óleo de coco ou amêndoas, só me atento para a qualidade do óleo).

Transfira a solução para um recipiente com válvula de spray e borrife na pele a cada 2 ou 3 horas, agitando sempre antes de usar.

Este repelente só pode ser usado por grávidas ante liberação médica e não é aconselhado para bebês. O prazo de validade é no tato, ou seja, enquanto o aspecto, a cor e o cheiro estiverem agradáveis, tranquilo. Se ficar em um lugar fresco e arejado, melhor ainda.

Se o danado do mosquito te pegou e seu corpo reage com muita alergia coçando por uma semana, pode passar umas gotinhas de vinagre ou um pouco de água com uma pitadinha de sal de cozinha sobre a picada, tanto o vinagre ou a água com sal ajudam a remover as toxinas da picada que estão na pele, não incha e nem coça por muito tempo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.