0
COMPARTILHAMENTO
Pinterest Google+

A Rota das Emoções abrange 3 estados brasileiros: Ceará, Piauí e Maranhão; passando por 14 municípios que inclui o Parque Nacional de Jericoacara (Ceará), o Delta do Parnaíba (Piauí) e Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses (Maranhão). Se quiser saber mais detalhes não deixe de ler o post com todas as dicas que você precisa saber antes de viajar. Hoje você vai saber um pouquinho mais sobre esse roteiro, mais especificamente sobre a Rota das Emoções no Ceará.

Rota das Emoções no Ceará

rota das emoções no Ceará

Cruz > Praia do Preá > Jijoca > Jericoacora > Camocim > Barroquinha > Chaval

O litoral do Ceará é conhecido por seus cenários com praias de água morna, jangadas no mar, dunas e falésias coloridas. Com sol durante quase todo ano, é destino certo para quem quer aproveitar dias de calor. No estado, encontra-se também, uma das praias mais bonitas do Brasil: Jericoacoara, um dos principais atrativos da Rota das Emoções.

Rota das emoções no Ceará: Praia do Preá

A Praia do Preá é um dos pontos de passagem para chegar na vila de Jericoacoara, que fica a apenas 12 km de distância. Preá é comparada com Jericoacoara antes da vizinha se tornar tão famosa. A vila de pescadores é muito pacata e tem como principal atrativo os ventos fortes. Sim, o vento! Preá têm ventos favoráveis para a prática de windsurfkitesurfing e vem se firmando, cada vez mais, como um dos principais pontos para a prática destes esportes no Brasil.

A temporada de ventos começa em julho e vai até janeiro, com intensidade de 20 a 35 nós. Um dos pontos fortes do Preá é que o mar é on-shore. Ou seja, o vento sempre sopra em direção à praia, o que impede de você ser levado mar à dentro. Outro fator importante, para os praticantes de esportes aquáticos com vento, é que naquela parte do mar não existem acidentes geográficos. É possível fazer down-wind (= velejar ou remar a favor do vento) até a Praia da Barrinha. Quase 480km sem nenhum obstáculo. Imagina?

Para quem tem vontade de experimentar a sensação do ser “levado” pelo vento em cima de uma prancha, em Preá existe a escola Rancho do Kite, que oferece cursos de nível básico até avançado.

  • Pela proximidade de Jeri, é possível conhecer a Praia do Preá em um passeio de buugy ou ir passar o dia.

rota das emoções no Ceará

Rota das emoções no Ceará: Jericoacoara 

Localizada a 300km de Fortaleza, é coonhecida também como Jeri, uma das queridinhas do Nordeste. Ao longo dos anos a pequena vila de pescadores foi se transformando em um dos principais pontos turísticos do Ceará. Apesar de ainda ser pequena, oferece muita estrutura para os turistas com ótimos restaurantes, hospedagens e várias lojinhas espalhadas por todos os lados.  Em 2002 teve grande parte da sua área preservada como Parque Nacional de Jericoacoara, afim de proteger o ecossistema costeiro.

Dentro da vila não tem asfalto e calçadas, tudo é pé na areia. Também não existe iluminação pública; a rede elétrica é subterrânea, o que faz da noite de Jeri um charme, com várias luminárias artesanais. Embora seja um lugar considerado calmo, tem constate fluxo do turismo de massa. Eu, particularmente, não considero Jeri tão tranquila como dizem. O lugar é completamente voltado para o turismo, o que nos afasta um pouco desse lugar genuinamente rústico. Mesmo assim, merece a vista principalmente por suas belezas naturais.

Pôr do sol:  O pôr do sol das dunas é um clássico, mas já pensou em ver o sol se pondo na Pedra Furada? De 15 de julho a 15 de agosto o sol se põe “dentro” do furo da pedra e é um espetáculo único!

rota das emoções no Ceará
Foto: Nina Pontelo

Rota das emoções no Ceará:

Rota das emoções no Ceará – Pedra Furada: Um dos principais atrativos de Jeri fica dentro de uma área de proteção ambiental e só é possível chegar até lá caminhado. Se contratar o passeio de buggy ele chegará até o “estacionamento”, limite da APA, e a caminhada dura aproximadamente 20 minutos.

Também é possível chegar por conta própria, caminhando pela praia a partir da vila. No caminho vai passar pela Praia Malhada, muito frequentada por surfistas. Verifique a tábua de marés e vá na baixa. Se retornar em um horário de maré alta a opção é voltar pelo morro do Serrote, de onde se tem uma vista de cima da Pedra Furada.

Árvore da Preguiça: Mangue-de-Botão é uma árvore nativa da região e também um dos principais pontos de parada dos passeios em Jeri. Devido os ventos fortes de Preá ela não teve força para subir e foi crescendo como estivesse se arrastando pelo chão. Um fato interessante é que não existe nada em volta dela, além de mar e areia. Por isso, os moradores da Vila do Preá a consideram um símbolo de resistência.

Passeio de Buggy: É uma ótima opção para quem tem pouco tempo e quer conhecer os principais atrativos. O passeio inclui a Praia do Preá, Pedra Furada, Jijoca e a Árvore da Preguiça. A duração é de 4 a 5 horas. Por segurança, recomendo fazer com bugueiros credenciados.

  • Em alta temporada, reserve antecipadamente com Cooperativa de Bugueiros JAB (85) 99754-1516.

Lagoa do Paraíso: As famosas redes dentro da água estão aqui! Existem várias lagoas no município de Jijoca, mas uma das mais bonitas é a Lagoa do Paraíso. No local tem o Restaurante Lagoon, que oferece um cardápio variado.  É um ótimo lugar para passar o dia e ir com crianças.

Além dos principais atrativos, se tiver mais tempo, pode incluir no roteiro a Lagoa Azul (Jijoca), Mangue Seco Tatajuba,  no litoral oeste de Jericoacoara.

Foto: @snherrero

Dicas úteis para o trecho da Rota das Emoções no Ceará: 

TAXA DE TURISMO: No final de 2017 a Prefeitura de Jijoca estabeleceu uma taxa de permanência de R$5 por dia, por pessoa. Pessoas com mais de 60 anos e crianças não pagam. A taxa pode ser paga pela internet através do site da prefeitura ou na chegada.

CARROS: Apenas carros autorizados são permitidos circular pela vila. Se for de carro próprio, terá que deixa-lo em um estacionamento. Existem várias opções de estacionamentos, com preços a partir de R$10 por dia.

BANCOS: Leve dinheiro em espécie pois em Jericoacoara não há bancos, nem caixa eletrônicos. A única opção de saque é do Banco do Brasil em uma agência dos Correios, com o limite de saque reduzido. Vários estabelecimentos aceitam cartão de crédito.

COMIDA LOCAL: Um dos pratos típicos é o camarão no abacaxi. Não deixe de prová-lo no Restaurante Dona Amélia.

Rota das emoções no Ceará: Camocim

Seguindo pela Rota das Emoções, uma das cidades de passagem é Camocim, com a maior costa litorânea do estado e suas belíssimas praias desertas. Uma delas, a Barra dos Remédios foi eleita como uma das praias desertas mais bonitas do Brasil. Para chegar em grande parte das praias é necessário buggy ou veículos tracionados. A única praia que conheci na região foi a Praia do Maceió e fiquei hospedada na Pousada Vila Mares . Um refúgio super tranquilo para ir e esquecer do tempo.

rota das emoções no Ceará
Praia do Maceió, Camocim

Dica do leitor Luiz Octavio – @kitesurfcamocim

“Camocim fica no meio do caminho dos principais atrativos da Rota das Emoções e ainda conta com 63km de litoral. Nós temos o Guriú, localizado na divisa com Jeri, sendo um ótimo lugar para a prática do kitesurf. Ainda no Guriú existe uma parte do mangue que secou e os moradores da vila construíram restaurantes. Os visitantes passam por lá para tirar fotos em balanços e escadas, instalados próximos das raízes das árvores. Temos também a Vila da Tatajuba, onde existe  o Lago Grande e o Lago da Torta. Lá o visitante pode deitar na rede e sentir o frescor da água, além de apreciar a beleza do lugar. O local conta com um ótimo atendimento gastronômico. Camocim é também um dos melhores picos para a prática de kitesurf do Ceará, com ventos de até 40kt. A cidade de Camocim, fica virada para o Rio Coreaú, onde o visitante pode realizar diversos passeios pelo rio e conhecer de perto as belezas mangue. Após o passeio pelo rio, o visitante pode desembarcar na Ilha do Amor e conhecer as dunas e as piscinas naturais que formam no período das chuvas. Na cidade existe a Praia das Barreiras com restaurantes e um mirante. Seguindo pela avenida beira mar, o visitante chegará até a Praia do Farol, que durante a maré baixa aparecem várias piscinas naturais formadas entre as pedras.”

Não passei por nenhum desses lugares, essas dicas foram deixadas no post da Rota das Emoções pelo leitor Luiz e resolvi compartilhar com vocês. Se tiver mais dicas de roteiro de algum desses lugares, deixe aí nos comentários! ❤

rota das emoções no Ceará
Dunas da Praia de Maceió

Chaval 

Para quem faz a Rota das Emoções vindo por Jeri, Chaval é a última cidade do roteiro, limite com o Piauí. A pequena cidade é cercada por pedras gigantes e abriga 4 sítios arqueológicos tombados pelo IPHAN. Em Chaval vai encontrar paisagens bem diferentes das que irá ver durante todo o trajeto da Rota. Recomendo o Parque das Pedras e a Pedra de Carnaúba que tem um mirante maravilhoso, onde é possível ver as formações rochosas que cercam o lugar.

rota das emoções no Ceará
Chaval, Parque das Pedras
Post anterior

Rota das Emoções: o que você precisa saber antes de viajar

Próximo post

Travessia das Sete Quedas: Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

No Comment

Responder para

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *