África do Sul: 2 motivos radicais para conhecer Soweto

2
505

Soweto na África do Sul, é um dos bairros mais importantes desse país e, sem dúvida é destino obrigatório ao visitar Joanesburgo. A receptividade das pessoas é uma das características mais marcantes desse local, principalmente das crianças. Além de conhecer um dos cenários da triste época do apartheid e a casa de Nelson Mandela, Soweto também oferece atividades para os viajantes aventureiros no Orlando Towers.

O que fazer em Soweto na África do Sul

As duas torres de resfriamento foram usadas durante 55 anos por uma usina que fornecia energia elétrica para a zona nobre de Joanesburgo. As torres também são marcos do apartheid, pois naquela época enquanto os brancos recebiam luz elétrica, Soweto ficava praticamente na escuridão.

Em 2006 as torres foram reativadas com o propósito de entretenimento e hoje é um dos principais cartões postais de Joanesburgo. Orlando Towers oferece diversos tipos de atividades, desde as mais tranquilas como arco e flecha até as mais radicais como o bungee jump e queda livre.

As torres foram pintadas à mão por artistas locais inspirados na cultura negra.

Soweto na África do Sul

No final do horizonte as duas torres de Orlando Towers
No final do horizonte as duas torres de Orlando Towers

Bungee Jump em Soweto na África do Sul

Do nosso grupo apenas o Guilherme, do blog Quero Viajar Mais, encarou o salto.

O bungee jump tem 100 metros de altura e fica no meio das duas torres. Para chegar até a base do salto é preciso pegar um elevador, que por si só já dá um frio na barriga…

soweto-Orlando-Towers-2

Freefall (ou queda livre) em Soweto na África do Sul

Não conhecia essa modalidade de esporte radical até ver o vídeo promocional da África do Sul com a Fabiana e o Pato, do programa Nalu pelo Mundo. Quando vi a Fabi caindo daquele “negócio” praticamente no meio do nada, eu sabia exatamente o que eu queria fazer em Orlando Towers.

São 40 metros de queda livre, literalmente. A pessoa fica pendurada por uma estrutura presa a um mosquetão, em um determinado momento o cara abre o mosquetão e você cai 40 metros, amparado por uma rede que fica a 30 metros acima do chão. Quando você entra na torre e olha para a plataforma de lançamento lá em cima, já pensa: “o que estou fazendo aqui?” Para dar mais adrenalina, se você é o último a saltar (como eu!) você fica na plataforma enquanto ela abaixa para a outra pessoa descer. Todos esses detalhes foram relatados pelo André no blog Viagem Criativa, nesse post. Mas acredite, a sensação é incrível e indescritível. Recomendo demais!!!

Nesse dia, infelizmente, o sistema de gravação estava fora do ar e a única prova da minha queda é esse vídeo gravado pelo celular do Simon, da Travel Concept Solution, responsável pela nossa trip.

O valor do salto de bungee jump é 550 rands, por pessoa, pouco mais de 130 reais. E a queda livre custa 400 rands, cerca de 100 reais. Comparado com outros locais no mundo que oferecem essas atividades é um preço muito acessível.

Horário de funcionamento: quinta-feira das 12h às 17h | sexta, sábado domingo e feriados das 10h às 18h.

E aí… qual dos dois você escolheria?

____
O projeto Blogueiros na África do Sul (#DescubraAfricadoSul) foi uma realização do Travel Concept Solution com apoio da Pangea TrailsSouth African Airways, Detecta Hotel e incentivo da agência nacional de turismo (South African Tourism), da cidade de Joanesburgo (Joburg Tourisme também de Cape Town (Cape Town Tourism). Veja também os blogs que participaram da viagem: Dentro de MochilãoTerritóriosViajando com Eles e Viagem Criativa. A viagem foi patrocinada, mas as opiniões aqui expressas são de livre expressão da autora.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.