Você sabe o que é VOLUNTURISMO?

10

Volunturismo é um tipo de turismo que interage com o destino em ações e intervenções voluntárias que visam ajudar diferentes grupos sociais desfavorecidos. O termo vem do inglês volunteerism + tourism, e ainda muito recente no Brasil mas vem conquistando viajantes de todas as idades que dispõem de tempo para viajar e prestar serviços sociais, ajudando comunidades carentes pelo mundo.

Volunturismo

Os maiores emissores de turistas voluntários são os Estados Unidos e Europa, onde essa maneira de viajar já é bastante difundida. Em contrapartida, os maiores receptivos da América Latina são Peru, Cuba, Honduras, Bolívia, Equador, El Salvador, Nicaragua, Brasil, México e Guatemala; africanos são Mali, Senegal, Tanzânia e Marrocos, e por fim, na Ásia são China, Camboja, Taiwan e Índia. Os projetos de voluntariado mais buscados estão entre cuidar de crianças, animais e  preservação de biodiversidade.

Como voluntária com reabilitação de animais silvestres na Bolívia
Como voluntária com reabilitação de animais silvestres em Vila Tunari, Bolívia

O australiano Dr. Stephen Wearing é referência no assunto e já escreveu vários artigos e livros sobre o tema. Segundo ele, os volunturistas podem ser definidos como turistas que participam de ações para ajudar grupos desfavorecidos da sociedade. Esse tipo de turismo foge dos desejos individuais de  viagem e tem a intenção de interagir com o outro. Essa interação permite aos volunturistas a experiência de troca cultural e podem aprender muito mais sobre o local do aqueles que fazem o turismo convencional. Dessa forma, há maior compreensão da realidade local.

O turismo voluntário é uma forma de interagir verdadeiramente com o destino. Ele foge do padrão de viagem tradicional, que direciona o turista a conhecer uma realidade “maquiada” do local. Todos os lugares têm áreas carentes ou que passam por alguma dificuldade. Se fecharmos os olhos para esses fatos, seremos mais um “turistão” apenas tirando fotos de atrativos para postar nas redes sociais.

Minha sugestão é: deixe de alimentar a indústria do turismo por um momento, e perceba que pode fazer muito mais pelas comunidades que vivem nos lugares que visita. Por um turismo mais humano, onde a busca pelo bem comum prevalece às necessidades individuais.

O volunturista é consciente da fragilidade de cada lugar e busca de alguma forma acrescentar com algo que possa somar no destino.

Todo volunturista, deve ser ciente que sua participação será ativa no serviço que predispôs a realizar, e não receberá nenhum retorno financeiro pela execução do seu trabalho. Dependendo da instituição, além da passagem aérea, o viajante também terá que arcar com alimentação e hospedagem. E acredite, cada centavo gasto é válido!

 O que você precisa para ser um volunturista?

  • Tempo
    .
  • Renda mínima para se manter durante o voluntariado
    .
  • Vontade
    .
  • Responsabilidade

  • Generosidade

Antes de querer ser voluntário, escolha uma região que deseja visitar. É muito importante que se identifique com o destino e o trabalho que irá executar. Saiba que trabalhar como voluntário é ter contatos reais com necessidades reais. E nem sempre a realidade é fácil. Esteja preparado para o que se predispôs a fazer.

VolunTourism

Agências que trabalham com o turismo voluntário

No Brasil são mais de 150 agências emissoras e receptoras de turistas voluntários. Conheça algumas:

Central de intercâmbio: www.ci.com.br
Iko Poran: www.ikoporan.org
Experimento: www.experimento.org.br

VolunTourism: www.voluntourism.org
Go Differently: www.godifferently.com/voluntourism.html
i to i: www.i-to-i.com
Cretive corners: www.creative-corners.com

Viaje por conta própria

Antes de viajar, pesquise o destino e descubra se tem instituições para trabalhar como voluntário. Quando encontrar uma instituição, entre em contato expressando sua vontade de se voluntariar e aproveite para esclarecer todas as dúvidas. Algumas questões devem ser decisivas:

  • Veja se a área de atuação está de acordo com a sua intenção de trabalho.
    .
  • Verifique se há necessidade de realizar algum tipo de inscrição para ser voluntário.
    ,
  • Comprometa-se apenas com o tempo que realmente dispõe para executar as tarefas.
    .
  • Verifique se oferece acomodação, alimentação e translado.
    .
  • Não assuma responsabilidades que não poderá cumprir..

Ao escolher trabalhar como voluntário seja cuidadoso e procure conhecer a história da instituição. As mesmas já possuem uma cultura, dinâmica e uma equipe que vem desenvolvendo o trabalho há algum tempo. Lembre-se que sua inserção como voluntário soma o trabalho já realizado no local.

volunturismo-africa
Visitando uma escola na África do Sul
Suazilândia, África
Suazilândia, África

Impactos negativos do volunturismo

Guttentag, D. A., autor do conceituado artigo The possible negative impacts of volunteer tourism, alerta sobre os cuidados com a ostentação material durante trabalhos voluntários. O autor destaca alguns efeitos negativos que o volunturismo pode trazer nas comunidades, e classifica um deles de demonstration effect. Esse “efeito” seria causado pelo desejo das pessoas da comunidade em adquirir os objetos que os turistas levam consigo. Câmeras, relógios, óculos, mochilas e outros acessórios incitam nos nativos um desejo de adquirir esses objetos, mas trazem frustração por não terem condições de comprá-los.

Já vivi diversas situações onde crianças e adultos me cercaram pedindo lanterna, roupas, óculos e até mesmo meu aparelho de dentes que usava na época. Eles mal sabiam o que era, mas queriam ter “aquilo” para eles. Na Colômbia, pequenos índios insistiram tanto querendo nossas lanternas que acabaram ganhando. Chinelos então? Já perdi a conta de quantos já fiquei sem.

O olhar de Guttentag serve de alerta para quem deseja ser voluntário: cuidado com a ostentações materiais. Vista-se de maneira simples, não carregue centenas de máquinas fotográficas, não fique tirando fotos o tempo todo, coma da comida local e respeite ritos e costumes locais. Afinal, você se predispôs a trabalhar e não “turistar”.

Faça sua parte em prol de um turismo mais humanizado! Opte pelo volunturismo, seja um Volunturista! 

Brasiliense, turismóloga, blogueira, mulher medicina, admiradora das brincadeiras populares e dos simbolismos étnicos. Sol e lua em sagitário, adora banana, cachoeiras, rios e mar. Não viaja sem seus óleos essenciais, não recusa um convite para dançar e acredita que o abraço cura.

10 COMENTÁRIOS

  1. Matéria muito boa. Tenho um projeto de Mochilão Social acontecendo e nestee momento estamos na Colômbia realizando um trabalho voluntario para um Coro de Natal em uma comuna carente. Me identifiquei MUITO com o artigo, principalmente ao ressaltar que não se trata de turistar apenas. Pontua muito bem as dificuldades e alertas sobre o tema. A ideia é se envolver com a comunidade, escutando histórias e necessidades e, assim, poder aportar alguma atividade ou ação que gere um impacto para esse povoado. Vou guardar este link para reler sempre! =)

  2. Olá, Cris. Descobri seu site por acaso, pesquisando sobre destinos para viagem. Estou encantada com cada matéria e cada lugar que você relata. Gostaria de ter estar disponibilidade de largar tudo e sair por aí desbravando esse mundão, mas já que não posso, vou pegando suas dicas para os próximos roteiros de férias.

    Faço voluntariado em Porto Alegre e me encantei pelo Volunturismo e pretendo seguir nesta linha nos meus próximos roteiros.

    Um abração e obrigada pelas valiosas dicas

  3. Oi, Cris
    Que bacana vc abordar esse assunto no teu blog, não é muito comum encontrar blogueiros quem fale de voluntariado e viagem. No ano passado estive 5 meses na África e fiz um voluntariado de 3 meses em Moçambique. Não precisa nem dizer que adorei do começo ao fim. Tmb sou contra pagar uma agência para fazer um voluntariado no exterior. Eles cobram muito dinheiro que na verdade não vai pra quem precisa. Eu fiz td por conta e deu muito mais certo do que outras pessoas que conheci e tinham feito através de agências.
    Abraços!

    • Oi Lucila,
      Levanto a bandeira do Turismo Voluntário pois sempre que viajo desa forma fico tomada de um amor e sentimento único de gratidão, que a minha vontade é gritar para os 4 cantos: “Façam trabalhos voluntários!” Falar sobre esse tema, é uma tentativa de contagiar mais pessoas que queiram aderir esse tipo de viagem. Você já escreveu sobre isso no seu blog? Se quiser, partilhe sua experiência conosco aqui no blog como “guest post”. Será muito bem vinda Dentro desse Mochilão. 😉 Grande abraço!

  4. Cris,

    que lindo seu novo blog! estou com saudade de vc, me recordei muito de nossas conversas nos últimos dias…

    um beijo!

    ps: adorei o post, precisamos mesmo de pessoas com interesses em doar-se e interagir com próximo!

    • Fernanda querida! Que saudades de você também! Bom saber que você anda me visitando virtualmente pelo blog. Esse post é para inspirar as pessoas a acreditar que podemos mudar o mundo! \o/
      Bjoooo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.